segunda-feira, 1 de maio de 2006



Sem saber que significado dar a coisas banais, encontro-me comigo mesma a tentar decifrar partes de mim... tinhas razão J. quando disseste que "I look at the miror and didn´t recognise myself" está novamente vivo... embrenho-me em suposições, cheiros e paladares, numa busca incessante...quando no final não acredito em resposta alguma. Procuro uma solução sem realmente querer nada...mas talvez isso seja apenas parte de mim a falar, e a outra, sempre escondida - esqueci-me da máscara que uso agora - nunca sequer procurou o fim do caminho....desde sempre soube o que queria.
Obrigada por estares sempre presente.

3 comentários:

mafalda disse...

procura. nunca deixes de te decifrar, rasga um bocadinho ali outro acolá. é preciso coragem, mas....... sorri...
pk o k vais descobrir é lindo

FredRap disse...

Isso de ser so sombras não tem piada nenhuma...

jo disse...

adoro-te!!