quinta-feira, 4 de maio de 2006

Eu, elas e o rei....




Sem dúvida que o título deste post não podia ser "nós e o rei", isto porque eu não fazia parte (acho que ontem à noite fui iniciada) no grupo de pessoas que sabem as letras do senhor de cor, que sabem as coreografias (muito típicas das festas a que uma menina da cidade não tem acesso) e que têm uma energia inigualável... fui literalmente arrastada, e no final só posso dizer que adorei! Obrigada meninas!

5 comentários:

FredRap disse...

A Garagem Da Vizinha
by Quim Barreiros

Lá na rua onde eu moro, conheci uma vizinha
Separada do marido está morando sozinha
Além dela ser bonita é um poço de bondade
Vendo meu carro na chuva ofereceu sua garagem!

Ela disse: ninguém usa desde que ele me deixou!
Dentro da minha garagem teias de aranha juntou!
Põe teu carro aqui dentro, se não vai enferrujar!
A garagem é usada mas teu carro vai gostar!

Refrão:
Ponho o carro, tiro o carro, há hora que eu quiser
Que garagem apertadinha, que doçura de mulher
Tiro cedo e ponho à noite, e às vezes à tardinha
Estou até mudando o óleo na garagem da vizinha!

Só que o meu possante carro, tem um bonito atrelado,
Que eu uso pra vender cocos e ganhar mais um trocado
A garagem é pequena, o que é que eu faço agora?
O meu carro fica dentro, os cocos ficam de fora!
A minha vizinha é boa, da garagem vou cuidar
Na porta mato cresceu, dei um jeito de cortar!
A bondade da vizinha, é coisa de outro mundo
Quando não uso a da frente, uso a garagem do fundo!

dri disse...

eh isso mesmo!!

FredRap disse...

Quando eu nasci a minha mãe não tinha leite
Fui criado por um bezerro rejeitado
Mamei em vacas em tudo que tinha peito
E cresci assim deste jeito
Fiquei mal habituado

Hoje sou homem e arranjei uma cabritinha
E passo o dia a mamar
Nos peitinhos da Fofinha

Eu gosto de mamar
Nos peitos da Cabritinha

Eu gosto de mamar
Nos peitos da cabritinha

Eu gosto de mamar
Nos peitos da cabritinha

Mamo a hora que eu quero porque a cabrita é minha.

Eu gosto de mamar
Ai, nos peitos da cabritinha
Eu gosto de mamar
Ai, nos peitos da cabritinha
Eu gosto de mamar
Só nos peitos da cabritinha
Mamo a hora que eu quero porque a cabrita é minha

A cabritinha gosta de boa comida, boa cama e boa vida
Adora luxo e bem-estar

Ela adivinha a hora que chego em casa
E vai logo preparar
Os peitinhos para eu mamar

Eu gosto de mamar
Nos peitos da cabritinha
Eu gosto de mamar
Nos peitos da cabritinha
Eu gosto de mamar
Nos peitos da cabritinha

Mamo a hora que eu quero porque a cabrita é minha

FredRap disse...

Atira-tó mar
e diz que tempurrarem!
Bêja-me da boca
e chama-me Tarzêên!



Mai o qué que tu fazes daqui
Mai porqué ca me deixaste da mão
Eu já tou farto de pensar em ti
Têns uma mania ca té faz dó!

Atira-tó mar
e diz que tempurrarem!
Bêja-me da boca
e chama-me Tarzêên!


Tá o mar fêto dum cão
ná choco nem barbigão
E eu até na sou mau pescador
Mas tu queres é um cantor!

Atira-tó mar
e diz que tempurrarem!
Bêja-me da boca
e chama-me Tarzêên!

Atira-tó mar
e diz que tempurrarem!
Bêja-me da boca
e chama-me Tarzêên!»

Granda Iris!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Nao podia por no meu blog, mas aqui nem fica mal!!!

catarina disse...

se gostaste da iniciação, vais concerteza gostar do resto... não te podes é negar!!!!!