quinta-feira, 2 de abril de 2009

to the ones who care

Entrevista com a realizadora de "The World according to Monsanto".

p.s. obrigada pelos comentários paperdoll e anónimo... é bom saber que não somos todos indiferentes.

5 comentários:

paperdoll disse...

"first seed company in the world"... "more powerful than bombs"... isto assusta muito. é impossível ser-se indiferente. :/

lpb disse...

Porque é que não começamos uma promotora de festivais? Melhor que a porcaria do Artivist seria de certeza.

Sobre a Monsanto: "a" multinacional psicopata. Pior que a Exxon, pior que a Halliburton, pior mesmo que a Mittal e a Alcoa.

Beko disse...

Já nem sei que dizer desses meninos.. depois do "Corporation" onde eles eram praticamente o actor principal, pouco mais há a dizer

dri disse...

mesmo as posições mais moderadas sobre a monsanto põem qualquer teoria da conspiração a um canto...
andei a ver vídeos sobre o problema dos transgénicos no brasil, deprimente.


promotora de festivais... hummm... parece-me bem... ideias?

Petit Bourgeois@Lx disse...

eu acho que nós podíamos fazer um A-slash-B-slash-C-slash-Promotora de Festivais-slash-etc.

Temos é que fazer alguma coisa.

Quanto à comida, eu mantenho a minha política: não perguntar o que é que está no prato. Funcionou nos últimos oito (8) anos de cantina macrobiotíca, funciona para o resto!